Cardápio Semanal: 5 Simples Passos para Você Economizar Tempo na Cozinha

cardápio semanal

Você já pensou em usar um cardápio semanal?

Quanto tempo você gasta pensando no que vai fazer para a próxima refeição?

Antes de ter um cardápio semanal, eu passava bastante tempo pensando no que iria fazer para o almoço, fazia o que era mais fácil e rápido ou acabava repetindo demais as refeições. O que incluía coisas não muito saudáveis por serem mais práticas para fazer.

E quase sempre as crianças falavam: – mãe, essa comida de novo?

 

Então percebi que essa situação estava me tomando muito tempo e me deixando estressada demais, pois ficava preocupada o tempo todo com isso, minha família estava comendo de forma errada e não estava recebendo os nutrientes necessários para uma vida saudável.

 

Depois de muito pesquisar e testar, acabei conseguindo achar uma forma de planejar minhas refeições. Em todos os lugares que eu pesquisei, falavam sempre a mesma coisa de forma muito teórica.

Então tive que testar bastante até entender como realmente funcionava e conseguir implementar em casa.

 

Quando você tem um cardápio semanal, você elimina o stress na hora de preparar as refeições, economiza dinheiro, economiza tempo e ainda come bem melhor. Ótimo para manter o peso e não cair em tentação de comer uma porcaria por não saber o que fazer pro almoço ou jantar.

 

Depois de um tempo seguindo um cardápio semanal, você vai perceber que não vai mais ficar preocupada com isso.

Nesse post eu vou explicar de forma bem prática como eu faço aqui em casa.

Então vem comigo!

 

VEJA AGORA, COMO EU FAÇO MEU CARDÁPIO SEMANAL

 

PASSO #1: LISTAR AS REFEIÇÕES FAVORITAS DA FAMÍLIA

cardapio-semanal1

Faça uma entrevista com as pessoas da casa, inclusive as crianças e liste as comidas favoritas.

Uma vez tendo a lista das refeições favoritas, vai facilitar a criação do cardápio semanal. E as crianças vão entender que cada dia vai ser a refeição favorita de alguém da casa, vão saber o que esperar.

Aqui em casa eles olham o cardápio todo dia pra ver o que vai ter.

Gosto de pesquisar opções de receitas com carne, frango e peixe, saladas com verduras, saladas com legumes, no Google Imagens e vou tendo ideias com as fotos lindas que tem lá.

 

Vou deixar no fim desse post o meu cardápio semanal de duas semanas para te ajudar a entender como faço.

 

 

PASSO #2: CRIAR O CARDÁPIO SEMANAL

cardapio-semanal7

Agora que você já sabe quais refeições vai fazer, é só preencher o Menu Semanal. Escolhendo refeições para cada dia da semana.

Como eu faço o cardápio de duas semanas, ao final das duas semanas eu repito novamente. Meu marido não vai lembrar o que comemos a 14 dias atrás, rs. Então não fica enjoativo.

Se você não gosta de definir um dia certo para cada refeição, pode deixar em forma de lista e no dia anterior decide o que vai fazer no dia seguinte, funciona também.

Seja flexível, claro que as vezes comemos lanche, ou faço alguma receita especial, mas não com frequência. Como nossos dias são sempre planejados eu tento não fugir do planejamento, para não tomar muito o tempo que tenho livre.

 

Aqui em casa, não temos o hábito de comer porcarias, não ligamos muito. Mas se você gosta de comer uma coisinha diferente, pode colocar isso no cardápio também. Pode criar o dia do lanche, dia da sopa, dia do churrasco, etc

Aqui, todo domingo é frango assado, farofa e maionese, e algumas vezes faço macarronada também. Todos gostam muito, não ligamos de comer isso todo domingo. Pelo contrário, as crianças ficam super empolgadas com o almoço do domingo.

 

 

PASSO #3: FAZER A LISTA DE COMPRAS

cardapio-semanal4

Bora fazer a lista de compras, e não esqueça os temperos. Anote com cuidado tudo o que você vai precisar para fazer as refeições da semana. Inclusive saquinhos e potes para congelar.

 

Eu já mostrei pra vocês no post Meus Aplicativos de Organização que uso o App Buy Me a Pie para fazer a lista de compras e sincronizo com meu marido, já que é ele quem faz as compras.

Com a lista pronta é só salvar, pode colocar como Semana 1 e Semana 2 o nome das listas. E depois usa elas novamente, pra não perder tempo refazendo.

 

 

PASSO #4: FAZER AS COMPRAS:cardapio-semanal5

Escolha um dia da semana para fazer a compra do cardápio semanal, e se puder faça uma compra mensal do restante. Assim você evita ficar indo ao supermercado, gastando tempo e dinheiro.

 

Aqui compramos os itens do cardápio semanal na quarta, porque eu gosto de preparar as refeições da próxima semana antes do fim de semana. Então tenho quarta, quinta e sexta para fazer isso, geralmente faço tudo na quarta, mas se tenho algum imprevisto ainda consigo terminar antes do final de semana.

Aqui no post da Minha Rotina, eu falei que limpo a casa no fim de semana porque não tenho ajudante, e durante a semana só faço o básico. Por isso não deixo o cardápio para o fim de semana, também pra poder descansar.

 

Sempre que preciso eu ajusto a rotina de acordo com a fase que estamos passando, então não fique presa demais, seja flexível. Faz parte de ter uma vida mais leve e tranquila.

 

 

PASSO #5: OTIMIZE O PREPARO DAS REFEIÇÕES

cardapio-semanal9

Agora sim, vamos praticar tudo que aprendemos. Escolha um dia da semana para fazer o preparo do seu cardápio, aqui eu gosto de fazer na quarta a noite depois que as crianças dormem.

Todas as carnes eu gosto de comprar resfriadas e não congeladas.

 

VERDURAS:
– Preparo: Lavo, centrifugo, e guardo em vasilha com tampa ou saquinhos herméticos.

Gosto de misturar vários tipos, por exemplo: rúcula, agrião e alface. Então coloco um pouco de cada em uma vasilha com tampa ou saquinho hermético (tipo zip), o suficiente para uma porção e deixo na geladeira. Se guardar na vasilha, pode ir direto pra mesa.

– Uso: Quando vou usar é só temperar.

 

– Sugestão: Alface, rúcula, almeirão, agrião.

 

LEGUMES:
– Preparo: Lavo, faço o branqueamento e congelo em saquinhos.

Branqueamento é o processo feito antes de congelar os legumes. Ferve a água, coloca o legume pra ferver por 3 minutos, então coloca em uma vasilha com água e gelo por 3 minutos para interromper o cozimento.

– Uso: Cozinho no vapor, ou na panela com água. Pode ir congelado direto pra panela.

 

– Sugestão: Brócolis, couve-flor, cenoura, vagem.

 

OUTRAS OPÇÕES:
– Milho: lavo, corto da espiga e congelo cru.

– Mandioca ou mandioquinha: lavo, tiro a casca, corto em pedaços pequenos e congelo cru.

Uso: Para usar é só ir congelado direto para panela, faço refogado, com carnes, sopas, etc

 

CARNE BOVINA:
• Acém e carne moída:

– Preparo: Faço carne moída com molho de tomate caseiro e o acém faço carne de panela com mandioca, assim que compro já cozinho e congelo em vasilha com tampa. Congelo ainda quente.

– Uso: Vai congelado direto pra panela com um pouco de água, até descongelar. Geralmente 15 min. Não usamos microondas aqui, por questão de saúde.

 

• Bife e carne em peças para assar:

– Preparo: Essas carnes eu congelo sem tempero e crua. Ou marido assa na churrasqueira e eu congelo elas já assadas.

– Uso: Deixo descongelar na geladeira um dia antes do uso. E as prontas, levo pra assar no forno, embrulhada no papel alumínio.

 

FRANGO:
• Peito de frango:

– Preparo: Corto em cubos grandes, refogo na panela de pressão, coloco os temperos e molho de tomate caseiro, e cozinho. Depois desfio e congelo em vasilha com tampa. Congelo ainda quente.

– Uso: Vai congelado direto pra panela com um pouco de água, até descongelar. Geralmente 15 min.

 

• Coxa com sobrecoxa e coxinha da asa:

– Preparo: Coloco no saquinho hermético e tempero ali dentro mesmo. E congelo cru e temperado. Arrumo o frango dentro do saquinho de forma que fique lado a lado cada pedaço.

– Uso: Vai congelado direto pra assadeira, coloco umas batatas e asso. Se for fazer em molho, deixe descongelar um dia antes na geladeira.

 

PEIXE:
– Preparo: Congelo na bandeja que vem da peixaria mesmo.

– Uso: Deixo descongelar um dia antes na geladeira. Faço assado ou frito.

 

FEIJÃO:
– Preparo: Cozinho 1kg de feijão por semana, é o que usamos aqui. Faço uma vez na semana, tempero depois de cozido e congelo em vasilha com tampa, o suficiente para almoço e jantar em cada vasilha. Congelo ainda quente.

– Uso: Vai congelado direto pra panela com um pouco de água, até descongelar. Geralmente 15 min.

 

PÃO:
– Preparo: Corto em fatias e congelo em saquinho individual.

– Uso: Eu passo margarina dos dois lados, e levo na sanduicheira ou uma frigideira anti-aderente. Menos de 5 minutos, como pão com gostinho de feito na hora.

 

Aqui em casa eu faço pão todos os dias, tenho aquela máquina de pão da Britânia. Por conta da alergia alimentar do Samuel não podemos comer pão comprado.

 

BOLO:
– Preparo: Corto o bolo em fatias, enrolo no plástico filme e congelo.

– Uso: Deixo descongelar naturalmente, leva uns 10 min.

Faço bolo uma vez por semana, já faço duas receitas pra poder congelar. As crianças levam pão e bolo no lanche da escola, então gosto de deixar sempre pronto. Durante a semana não preciso me preocupar.

 

Dica: faço bolo de cenoura, por não conter leite. Quando quero de chocolate, é só acrescentar cacau em pó na massa do bolo de cenoura. Isso serve para as crianças mais exigentes. Coloco beterraba também, quando vou deixar a massa com chocolate.

Aqui eles nunca perceberam, uma vez eu até comentei que era bolo de beterraba, mas eles acharam que era brincadeira.

 

REFEIÇÕES DE EMERGÊNCIA:

cardapio-semanal6
É como eu gosto de chamar as refeições que eu congelo prontas, como a carne moída, peito de frango, carne de panela, etc. Ajuda muito naqueles dias mais corridos, e evita comer besteiras porque atrasamos a refeição.

 

Essas refeições não alteram o sabor por serem congeladas prontas.

Uso também naqueles dias em que quero fazer uma comida que as crianças não comem, uma refeição de emergência congelada leva 15min pra ficar pronta.

 

Esses dias as crianças pegaram catapora, primeiro a Iasminn e depois de 10 dias os meninos pegaram juntos, eles tiveram febre e o bebê precisou ser levado ao hospital pois infeccionou, precisou tomar antibiótico.

Então imagina como fica corrido pra mim cuidar dos meninos doentes e ainda preparar as refeições. Acabamos usando as refeições de emergência.

 

Pra quem não sabe, meu filho Samuel tem alergia alimentar (APLV) e como ele ainda mama no peito, faço a dieta de exclusão junto com ele, não podemos comer fora de casa.

Por isso eu preciso muito ter minhas refeições prontas, seria muito simples ir almoçar fora ou comprar uma comida pronta, mas pra gente isso não dá.

 

COZINHE UMA VEZ E COMA DUAS OU MAIS:
Aqui eu cozinho o arroz para dois dias, separo em 4 porções. Que servem para dois almoços e dois jantares. O sabor não muda se você separar e esquentar somente o que vai usar.

 

Isso serve para as sobras de comida, por exemplo quando sobra frango assado eu congelo. Eu não gosto do sabor do frango assado congelado, mas o marido e as crianças não ligam.

Sou bem enjoada com relação ao sabor e tempero dos alimentos. Então essas dicas que estou passando aqui, são super testadas e aprovadas. Não fica com gosto de comida velha.

 

TEMPERO DE ALHO:
Aqui o marido faz um tempero com alho, cebola, sal e óleo. E deixamos pronto para usar durante a semana, gosto de comida bem temperada e ficar picando alho todo dia não dá, né? Não gosto de tempero de alho comprado pronto e nem alho desidratado.

 

CEBOLINHA:
Compro uns 4 maços por semana, lavo, seco, pico e congelo. Assim é prático pra usar no dia a dia.

 

 


CONCLUSÃO:
Se você separa um dia da semana para fazer o preparo dos alimentos, no dia a dia vai levar em média 30 min para fazer as refeições, vai comer bem e não vai gastar muito tempo pensando no que fazer.

 

Parece muita coisa pra congelar, mas compro sempre porções pra uma semana. Então não precisa ser um freezer, o congelador da geladeira dá conta.

 

O importante é sempre anotar, tirar as ideias da cabeça. A cabeça cheia não consegue ter novas ideias. Então sempre que for começar um planejamento de refeições ou outra coisa, comece anotando tudo que vem na sua mente.

Sou bem flexível com o cardápio, faço coisas além do que está lá sim. Por exemplo milho, chuchu, abobrinha, gostamos de tudo, faço conforme a nossa vontade do dia ou conforme o tempo que tenho livre.

 


Leia também: 5 Super Dicas para Você criar uma Rotina de Sucesso


 

Só pra relembrar:
1. Escolher as refeições que vamos comer durante a semana

2. Preencher o Menu Semanal

3. Fazer a lista de compras

4. Fazer as compras

5. Preparar as refeições com antecedência

 

Deixe as listas de compras prontas, para não ter o trabalho de refazer e observe se as quantidades compradas deram certo e ajuste a lista com as quantidades ideais.

 

E aí, gostou das dicas? Me deixe saber aqui nos comentários se você gostou desse post. Se ficou alguma dúvida, estou aqui para ajudar. 😉

 


PARA BAIXAR:

menu-15 menu-limpo-s


 

28 comentários em “Cardápio Semanal: 5 Simples Passos para Você Economizar Tempo na Cozinha

  1. Adorei o post Ingrid! Estava eu aqui me escabelando que não tenho idéias para um cardápio, e agora me obrigo cozinhar, pois tenho bebê pequena. Não preciso fazer almoço, mas tenho q pensar em algo para o jantar diariamente, as vezes durmo com fome de cansada e sem idéia, o namorido se vira coitado. Obrigada por compartilhar tua rotina e me ajudar a me organizar.

    1. Jaci, boa tarde

      Não se cobre tá? Quando a gente tem filhos se cansa demais, as vezes eu fico sem saber o que fazer também.

      Por isso gosto sempre de ter algo congelado para emergência (“dias que não estou afim de cozinhar”).

  2. Olá Ingrid, parece que estou vendo a sua história na minha vida. A minha bebê de 11 meses também tem restrição alimentar, é APLV múltiplas, soja e oleaginosas, mas não reage a traço como o seu filho. Estou estudando e pensando em inciar o meu negócio com lembrancinhas também pois sou muito arteira nesse talento, sempre fiz todas as festas das meninas e personalizados. Tenho lido muito todas os artigos do seu blog e quero me aperfeiçoar e chegar ao profissionalismo. Gratidão por tudo que vc tem compartilhado e que a cura dos nossos bebês cheguem logo! Obrigada!

    1. Liliane, boa tarde

      Que bom encontrar alguém como a gente né? Graças a Deus a cura chegou por aqui, e muito mais do que isso, aprendemos a nos alimentar de forma saudável.

      Fico feliz que goste dos posts do blog. ☺

  3. Olá, Ingrid?!
    Tudo bem?!
    Você é muito diferente de outras que já li e que dizem serem organizadas quanto a alimentação, mesmo tendo um dos filhos com esse problema alimentar.
    Amei todo o post e quem sabe seremos amigas e confidentes também!
    Tenho três filhas e é uma rotina bastante cansativa cuidar de casa, das crianças, do trabalho e ainda estudo. E, sem esquecer do maridão!!!
    Mas com paciência e boa vontade. Colocando acima de tudo nosso Deus. Conseguimos!!!
    Não é fácil, mas é possível!!!
    Fica uma dúvida:
    E quanto aos sucos naturais?!
    Quais podemos congelar ou mandar para o lanche da escola no dia a dia?!
    É QUE como muitas de nós tento implementar coisas naturais no lanche, principalmente da escola.
    Fica com Deus!!!
    E as outras mães também!!!
    Abraços!!!
    Cristiane Costa!!!

    1. Oi Cristiane, tudo ótimo e você?

      Que bom que gostou, fico com o coração partido em ver a alimentação das crianças hoje em dia, e a maioria com obesidade.

      Aqui quase não tomamos suco, as crianças amam água até no café da manhã, rs.

      Eu congelo polpa de uva e maracujá, faço o suco e coloco umas 3 horas antes de ir pra escola no congelador. Eu mesma faço as polpas. Mas as crianças ainda preferem levar água.

      Conte comigo para o que precisar.

  4. Oi, Ingrid! Muito legal suas dicas! Há anos estou tentando implantar um cardápio, levava um tempão fazendo as escolhas e tentando montar o tal cardápio mas nunca deu muito certo. Mas a maneira como você faz simplifica bastante! Já baixei o Menu Semanal, agora é mãos à obra! Além disso, fiquei contente de você também não desprezar a geladeira comum e não usar microondas. Não tenho microondas e por uma questão de filosofia pessoal não pretendo tê-lo apesar dos protestos do meu filho (o marido não liga).
    Um grande abraço e obrigada por compartilhar suas experiências!

    1. Oi Tania, tudo bem?

      Que bom que gostou.

      Difícil achar quem não use microondas hoje em dia, é quase uma obrigação para algumas pessoas.

      Aqui evito industrializados também, tudo que posso eu faço em casa.

      Um abraço e obrigada pela visita❤️

  5. Nossa, muito bom!!! Voltei a trabalhar fora e como não gostamos de comer fora, planejar o cardápio semanal vai ser uma beleza! Obrigada por partilhar sua rotina!

  6. Super legal suas dicas!!
    Quem sabe algumas das suas leitoras gostaria de informar seus cardápios semanais. Ai a gente pode fazer umas troquinas!!

  7. Gostei demais dessas dicas, vou adotar aqui em casa. Você é um exemplo de organização e disciplina. Obrigada por compartilhar sua rotina, seu trabalho. Que o Senhor te abençoe cada dia mais. Bj

  8. Olá Ingrid, muito obrigada pelas dicas.
    Meu filho também tem APLV e tenho certeza que vai me ajudar e muito.

  9. Nossa gostei muito, quando eu era solteira minha mãe fazia esse esquema de congelamento, pois ela tinha comércio e não tínhamos muito tempo para fazer o almoço, e ela também não queria contratar ninguém pra fazer o almoço, porque ela é que gostava de preparar nossas refeições, vou adotar este este método na minha casa. Adoro os suas postagens

Deixe uma resposta